sexta-feira, 27 de janeiro de 2012






Explicar Aos Normais...


Sentimentos, as suas palavras são jogadas,
Efeitos em esperança aguardados,
São lindas utopias que coração guardará,
Nasce então amor que se renova a cada alvorada.

As cenas ruins não abalam sua firmeza,
Fundado na rocha a eterna sensação,
Vivo suas sortes a verdadeira certeza,
A palavra mais viva é o que tu almeja coração.

Se você pudesse se dividir em dois outra vez,
Sei que o faria pelo amor que tu conserva,
Sei que não negaria tal sentimento Cortez,
Sei que viria pessoalmente confortar a alma enfadada.

Em um céu azul sedoso e claro de dia,
Tua obra prima aos olhos do romântico
Convida-me a dizer como é a verdadeira alegria,
Faz-me entre os montes sussurrar aqueles cânticos.  

Vamos! Deixa eu te ninar,
Dedilhar fio por fio teus cabelos,
Vem dizer o que na verdade não esperava,
Sei que com gestos singelos vão se indo teus pesadelos.

O medo está vindo outra vez te pairar,
Feche teus olhos negros e deite a meu lado,
Braços de carinho te esperam para te confortar,
Minh'alma ansiava esse refrigério para o fardo.

O fim e logo em seguida o começo,
Tu és cheio de surpresas sábio amor,
Sapiente sua sabedoria todo dia conservo,
Sou-te mordomo pelo que dado a mim teu favor.

Adeus a você agora sol se pondo,
Entardecer do que eu antes sentia,
Tinha sonhado um retorno ao ponto,
Passado frio sem canção daquela melodia.

Mas um sorriso veio esperança,
Tu me deste quando as lagrimas caíram,
O brilho de olhos que me dão confiança,
Não sei se volto para te contar o que minha alma e meu espírito viveram,
Não sei se os normais entenderiam...







Por Deny Silva



Um comentário:

  1. sempre vc nos surpreende, maravilhoso ...Doraty

    ResponderExcluir